Páginas

sábado, 10 de julho de 2010

enfim consegui. Será?

Depois de uns tempinhos batendo a cabeça dura na parede, acho que enfim, entendi o que eu precisava entender. Depois de um dia em que um certo alguém me mostrou com seus atos e com suas palavras que tem os mesmos sentimentos que eu, e se não tem, engana muito bem, eu parei pra pensar. Talvez nossos sonhos sejam diferentes, talvez eu tenha sentimentos mais intensos, mas só de saber que estou no seu coração, fico bem melhor. Finalmente estou começando a entender. Ainda estou meio alheia a tudo, ainda tenho estado meio abstrata, fora do meu verdadeiro ambiente, ainda tenho estado desligada, sonhando acordada. Continuo não me reconhecendo, mas eu acho que não voltarei a ser como antes, acho que terei que encontrar outra Vivian pra caber aqui. A outra ainda não sabe muito bem onde foram parar os lirismos da poesia, mas mesmo assim ainda a escreve, porque todo poeta ama a poesia, e eu não sou diferente nisso. A outra ainda brinca, mas brinca diferente. A outra é ainda mais intensa do que a antiga, mas acho que é mais compreensiva. A outra continua errando nas mesmas coisas, mas agora assume que o erro é  dela. A outra é ainda mais paradoxal e contraditória. A outra vira a antiga quando ri alto demais, quando sorri ao ver você, mas acho que é só aí. A outra talvez esteja sorrindo um pouco menos, pensando mais, sendo mais... crescida talvez?  Uau, que estranho falar isso de mim mesma. Enfim, mudei, cresci. Mudei não, acho que, mais uma vez, você me mudou, e eu agradeço a você. A outra sonha ainda mais, imagina mais, sente mais, te ama ainda mais, te quer ainda mais. Não importa quantas Vivians ainda haverão de existir, todas amarão você a vida inteira, digo sem medo de errar. Obrigada por estar aqui.
_______________________________________
Perdão por não respondre os outros comentários, eu tive as aulas muuuuito puxadas, e até hoje que é sábado copiei matéria do quadro --' Desculpem mesmo :S

3 comentários:

Rebeca Amaral disse...

mas essa personalidade multifacetada é sinal de que você está num processo de amadurecimento.
e alguém me disse uma vez que esse tal processo nunca acaba.
somos inconstantes, mutáveis, mutantes. rs
mas você vai saber administrar essa pluralidade, tenha certeza!


beijão, querida!

Larissa disse...

É bom mudarmos e, melhor ainda é sabermos que foram eles que nos mudaram e pra melhor. É tão bom quando encontramos essas pessoas que, além de nos completarmos por dentro, nos muda cada dia. Seremos eternamente gratas à eles. Fico feliz por você :)

Um beijo.

deh ramos disse...

E quando tentamos nos entender (descobrir aquela verdadeira face, o "eu" mais real), descobrimos que, na verdade, somos um punhado de informaçoes que se associam vez e outra das maneiras mais difrentes possiveis.. e somos tao inconstantes! no fundo, essa é a graça e a beleza da vida.

beijoos!