Páginas

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Quase que pessoalmente

Bem, uma das coisas que doeram nessa história toda é que você nunca confiou muito em mim, mas a gente já tava começando a se divertir com isso, tipo a história do passarinho... ele tá sempre aqui me lembrando mais ainda de você :/ mas eu também não posso reclamar, fui eu que estraguei isso né? Fazer o quê... Sabe, eu nunca reparei em príncipes encantados, nunca acreditei muito neles, aqui no blog mesmo eu digo isso, eu digo que: melhor do que um príncipe num cavalo branco é um pirata num navio negro, mas desde que você apareceu na minha vida eu comecei a olhar com mais atenção pros cavalos por aí. Você tinha falado que se sentisse minha falta você pensaria e tal, mas será que eu realmente faço falta? Sinceramente por que uma menina como eu ia fazer falta a você né? Mas sei lá, eu ainda tinha esperança, sempre :/ e esse tempo todo que eu estive fora meu maior sofrimento era pensar que por mais que eu sinta isso tudo você podia já ter se esquecido, com toda a razão. Quando eu ficava sozinha eu só pensava: será que ele lembra de mim? Será que eu faço falta que nem ele faz? E o que mais me doía é que todas as respostas que eu tentava imaginar sempre vinham com um ''não'', mas mesmo assim eu ainda tinha esperança. É que, desde que você apareceu na minha vida eu passei a ser menos egoísta sabe? EU pensava sempre em não me envolver pra eu não ME magoar, mas desde que a gente começou isso tudo eu morria de medo de magoar você... porque nesses quase 3 meses que a gente passou junto eu cresci mais do que na minha vida inteira, e eu devo meu crescimento todo a você. Todas as coisas boas da Vivian (poucas, mas existem) eu devo a você, por isso que eu não consigo esquecer. De todas as coisas lindas que você me ensinou, o mais bonito foi que quando a gente gosta da pessoa a gente quer mais é a felicidade dela, mesmo que seja lá longe... então o que eu queria te dizer é que o que eu mais quero é a sua felicidade, mesmo que eu passe bem longe dela. Eu tô muito triste com essa história toda, porque eu acho que eu não fiz falta nenhuma pra você, mas você faz falta demais pra mim, e é por isso que eu insisto tanto, é por isso que eu quero conversar só mais uma vez, pra poder te falar isso tudo aqui pessoalmente, porque os olhos são as janelas da nossa alma né? Mas as palavras são as janelas do meu coração, será que ele serve, rapidinho? Nem sei se você vai mesmo ler mas, eu te amo tanto, mas tanto, que eu já disse, eu quero sua felicidade, mas será que não tem mesmo lugar pra mim nela? :S

5 comentários:

Larissa disse...

Esses dias me peguei na mesma situação que você, mas demorei um ano para reconhecer que ele fazia falta mesmo e eu precisava correr atrás. Fui atrás da minha felicidade e fui falar com ele, por um meio estranho, mas foi a única forma que eu arrumei de falar com ele. Não se martirize mais sabendo que você pode tentar falar com ele, nem que seja mais uma vez. Você não vai perder nada e pode até se arrepender. Arrependa-se apenas das coisas que fez e tenha força para fazer as outras. Tente, você vai se sentir bem melhor. E o que precisar, eu estarei aqui, ok? :)
Fica bem.

Um beijo.

ricardo disse...

quase chorei....by:italia

Marcelo'S disse...

Cara, eu vou ter que admitir, EU CHOREI, nao sei bm pq, mas iss me tocou bem lá no fundo!

cecilia disse...

Sem palavras vivi,sincero demais pra falar algo.Muito sincero.
Quase chrei [2]

Edson disse...

O relacionamento a dois é tão complicado.
É pior de tudo, na maioria das vezes é dessa forma.
Quando uma das partes não está madura suficiente para continuar esse relacionamento.Quem paga é quem se entregou mais, quem se dedicou mais, confiou mais nesse mar de ilusões.
Mais mesmo nessas confusões de sentimentos, no fundo gostamos de correr os riscos, "de se machucar". Mesmo sabendo que não deu certo, que não me quer mais, quer não quer mais você.
Por isso que muitas vezes vale a pena amar, se entregar.
Não importar o que aconteça no futuro, simplesmente... eu “amei você” e isso é que realmente importa.Que mesmo se arriscando, mesmo que sofremos, que parece que vamos enlouquecer, que isso não nós deixa dormir em paz.
Na realidade, quando amamos não vermos barreiras quando buscamos o que queremos, o que desejamos.
Em fim Vivian, isso é bom, é uma aprendizagem e seu degrau de sua história.Saiba que todos nós passamos por isso e aprendemos a cada dia de nossas vidas.

Que tudo....

valeu a pena.


Bom fim de semana pra ti. ;)