Páginas

domingo, 3 de maio de 2009

um querer que não é mal-falado

eu quero uma música feita pra mim
eu quero meu nome em um furacão
quero sentir que posso ser errada
tenho minha alma na contra-mão

Quero ver minha arte ser reconhecida
Quero sentir minha criatvidade aproveitada
Quero a tranquilidade de um amor normal
Quero muito ou muito pouco? Dúvida condenada

Quero não querer demais
Quero querer o que me pode ser dado
Quero que meu querer não me suba á cabeça
Quero um querer que não é mal-falado

Quero uma vida de artista
não quero ser celibridade, só artista
Quero apenas que meus sonhos tomem vida,
Não é nada demais, quero apenas ser ''lida''

''Sou poeta 'menor', perdoai''
Mas a arte me alimenta, fisicamente não
mas mentalmente? Mentalmente sim.
Tenho minha alma na contra-mão.

Vivian Pinto

Um comentário:

deliriosdeumamenteinconstante disse...

....ah...oi...o bip já tocou? nem ouvi...
hehehehehe... adoro seus poemas... já disse isso aqui antes... como eu sou repetitiva... ¬¬
"Quero muito ou muito pouco? Dúvida condenada"
"Quero não querer demais
Quero querer o que me pode ser dado
Quero que meu querer não me suba á cabeça
Quero um querer que não é mal-falado"
"Quero apenas que meus sonhos tomem vida"
"Tenho minha alma na contra-mão"
Lindo, lindo, lindo!