Páginas

domingo, 21 de fevereiro de 2010

PANIC!, keep out

Sem saber o motivo, choramos
choramos mesmo antes do final
ou então, nem chegamos a começar
mesmo que no fim nada seja igual
mesmo que nem haja fim.
Medo do desconhecido,
ou de algo conhecido demais
medo de perder você
medo de situações anormais.
Para a maioria de nós,
sentir medo é sem definição
Eu, bem, tenho medo de tudo
medos bobos, um medo grande
e quanto mais tentamos controlar
mais esse medo se expande.
Simples e riostrense, peço licença poética
"O medo é apenas um amigo mal compreendido"
e digo, com certo receio de errar:
ter medo não é tempo perdido
Vivian Pinto
CECIII uahsuahsuahsuahsuahs' fiz algumas modificações, mas enfim, espero que você goste ^^

4 comentários:

Deni Maciel disse...

medos bobos nos perseguem
a maturidade tomará conta deles
Garanto!!

hehehe q fdahora seu blog
primeira vez aki
espero vir mais *-*

bm passando pra desejar uma ótima semana
e deixar o PUMsamento do dia...
se você tem aquele amigo bebum....que intorna todas...o deus dele é o zeca pagodinho e a santa é a amy winehouse....lembre que poderia ser pior..ele só num bebe acetona porque
tira o esmalte dos dente . ..
abraços e se cuide.

Larissa disse...

É tão bom ver o teu crescimento. Poesia! Linda.
E o medo não é tempo perdido. Talvez eu diga isso por ser uma pessoa insegura demais, mas sempre tenho medo do que desconheço. Então, não acho que isso tempo perdido, pode ser até um tempo acrescentado à vida, rs.

Um beijo.

Thayne Freitas disse...

verdade,ás vezes eu me precipito...eu choro antes de saber oqê está por vim,e quando vou ver aconteçeu tudo diferente e nem precisava eu me desesperar :s

cecilia disse...

Tem como não gostar de seus versos?
Not!!!
Eu amei,poucas modificações mais tava boa mesmo a poesia quando vc tinha me mostrado,amo quando vc faz as poesias que eu pedi.Assim fico mal acostumada kkkkk
Bjão