Páginas

domingo, 31 de maio de 2009

Vamos fugir babe?

Coração confuso, mente sã? Com mais uma dúvida ela se apresenta, como se sentir uma dúvida já não bastasse, tinha mais umas mil inundando sua cabeça. Em quem ela poderia confiar? Já confiara demais em alguém e quebrou a cara, e agora? Alguns ela tinha certeza, tinha sim. Mas e em outros? Era pressão demais na cabeça dela. Mil brigas em torno dela como se não a afetasse, mas afetava, e nada entrava em sua cabeça a não ser a dúvida. O futuro estava aí e ela não sabia o que fazer, o presente era indefinição, a única coisa certa era que o dia passa, e o seguinte havia de ser melhor mas nem sempre era. Quando tudo parecia ir bem, algo estragava, quase sempre uma briga sem motivo. Ela não ia bem, não ia mesmo, mas sabia disfarçar como ninguém. Sorrir era fácil e gratificante antes, agora pra disfarçar a única coisa boa era a facilidade, mas as vezes nem o sorriso ia. Será que uma fase assim passa rápido? Ela não aguentava mais. Ela fugia, mas sempre no outro dia havia de novo essa angústia. Sua fuga eram apenas seus sonhos e a música, sempre guardados com carinho. Será que uma fase assim passa rápido? Acabou que ficou por isso mesmo

2 comentários:

deliriosdeumamenteconfusa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
deliriosdeumamenteconfusa disse...

otimo texto hehehe!
sinceramente me indentifiquei com ele
bjos