Páginas

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

None

Não, não diga-me o quanto errei
já sofro demais ao esconder você
e ao fingir que o verde dos seus olhos...
que não mais quero te ver.
mas eu vejo uma lágrima no meu rosto, só eu.
Ninguém mais pode desconfiar
porque ao tentar ser e fazer feliz a todos
tive que desistir de te amar.


Vivian Pinto

Um comentário:

cecilia disse...

Temos que tentar não abri mão das coisas que realmente pode nos fazer falta um dia,temos que seguir em frente e não pensar muito nos outros,mas na gente em primeiro lugar(não é ser egoista)é somente não se preculpar com o que os outros vão dizer ou pensar.
É ser você mesma.
bjão